fbpx

Manutenção preventiva: aprenda a cuidar bem do seu carro

Comprar um carro é o sonho de muitos homens. E quando você realiza esse desejo, não faltam razões para comemorar. No entanto, após a empolgação inicial, é interessante tomar alguns cuidados básicos para que o veículo permaneça com o seu visual e desempenho em dia. Esse é o caso da manutenção preventiva.

Ideal para identificar a necessidade de reparos ou reverter complicações mecânicas, essa prática ajudará você a estar sempre um passo à frente. Com ela, será possível evitar que a situação do carro se agrave e fugir de diversas fraudes na hora de fazer um conserto.

Como queremos que o seu automóvel fique sempre em perfeitas condições, vamos contar o que é a manutenção preventiva, quais são os principais benefícios dela e como fazê-la com sucesso. Fique por dentro!

O que é a manutenção preventiva?

Primeiramente, vamos entender o que é a manutenção preventiva.

De modo geral, como o próprio nome já diz, esse conceito diz respeito aos métodos de verificação dos componentes de um carro. O objetivo é analisar se o veículo tem qualquer tipo de problema, observando e avaliando avarias, desgastes e rompimentos, entre outros.

Baixe o e-book: Guia de Combinar roupas e Sapatos

Ao contrário do que muita gente pensa, você não deve fazer esse processo aleatoriamente ou sozinho. Ao contar com o apoio de um mecânico especialista, será possível estudar a durabilidade das peças que compõem o carro e, a partir disso, definir o tempo médio para realizar a manutenção e a troca de cada uma delas.

Ou seja, podemos dizer que tal cuidado serve para monitorar detalhadamente o desempenho de todas as peças e engrenagens e promover correções diversas, como aquelas que estão relacionadas às irregularidades do automóvel.

Manutenção preventiva

Olha a dica: a manutenção preventiva deve ser feita em todos os carros. Esse cuidado é ainda mais importante em se tratando de veículos seminovos, com até três anos de utilização. 

Nessas condições, as peças passam a apresentar um certo desgaste, mas há a possibilidade de substituí-las facilmente para corrigir falhas e proteger você de surpresas. 

Os automóveis mais antigos, por sua vez, devem sofrer vistorias mais cautelosas. Afinal, eles estão mais suscetíveis a falhas, mesmo quando os equipamentos antigos são substituídos por novos.

Quais são os principais benefícios de investir nessa prática?

Sem dúvida, todo motorista prefere não visitar uma oficina mecânica com frequência. Até porque, sempre que um problema aparece, sabemos que gastaremos uma boa quantia de dinheiro para resolver.

A boa notícia é que a manutenção preventiva pode diminuir significativamente as suas idas ao local. 

Com as revisões em dia, você conseguirá perceber com antecedência toda e qualquer falha que o seu carro apresentar.

Por essas e outras, reunimos as principais vantagens que essa prática pode proporcionar. Espia só!

Adeus, improviso

Diversos problemas podem ser resolvidos antes de se tornarem graves ou causarem alguma pane. Isso porque as peças utilizadas nos veículos têm uma vida útil e, com o tempo, tendem a causar contratempos. 

Segurança em alta

Certamente, ao dirigir um automóvel sem os devidos cuidados, você estará colocando não apenas a sua segurança em risco, mas a vida de outras pessoas! 

Dessa forma, apostar na manutenção preventiva é essencial para diminuir as chances de acidentes e prezar pela sua integridade.

Para exemplificar, imagine a seguinte situação: um belo dia, você está andando com seu carro e, quando menos espera, se vê com dificuldades para freá-lo. Não há como negar que uma situação como essa pode gerar problemas gravíssimos no trânsito.

Economia para o bolso

Acredite se quiser: a manutenção preventiva é a alternativa certa para quem deseja economizar!

Os motivos? Primeiramente, um carro com o sistema desregulado tende a consumir bem mais combustível e ter as suas peças desgastadas com mais facilidade. 

Outra razão é que as visitas periódicas à oficina saem muito mais em conta do que aquelas que realizamos para, de fato, realizar reparos de problemas sérios. 

Mais valorização

Mesmo que você tenha acabado de comprar o seu veículo, pode ser que, no futuro, decida vendê-lo.

Nesse sentido, a manutenção preventiva é a solução perfeita para valorizar o automóvel e ajudar você a conseguir um bom lucro na negociação. 

Até porque vai ser difícil encontrar um comprador interessado em adquirir um carro em condições suspeitas, concorda? Então, fique ligado!

Manutenção preventiva

Como realizar a manutenção preventiva? 

Como falamos ao longo do artigo, cada profissional trabalha com o seu próprio método de manutenção preventiva. Em algumas situações, o fabricante do veículo também pode fazer recomendações para a realização desse serviço. 

Ainda assim, existem etapas essenciais, independentemente do cenário. A dica é sempre deixá-las em seu radar e, se possível, criar um cronograma para saber quando foi a última vistoria e qual a previsão para a próxima.

As checagens mais importantes são:

  • troca do filtro de combustível: no máximo, a cada 15 mil km rodados;

  • balanceamento e alinhamento: a cada 10 mil km rodados; 

  • filtro de óleo e lubrificante: a cada 10 mil km rodados; 

  • filtros de ar: essa atividade deve ser feita anualmente; 

  • freios: o ideal é analisá-los uma vez por ano.

Outra verificação importante: os pneus jamais devem ser esquecidos. Fora o clássico serviço de balanceamento, é imprescindível fazer a calibragem. Nessa etapa, o profissional deverá considerar o tipo de solo no qual o motorista costuma andar com o automóvel.

Procure ainda sempre checar o aspecto dos pneus, para não correr o risco de circular com essa estrutura comprometida. A indicação é fazer a troca com base nas especificações de cada fabricante, que pode ser entre 5 mil e 7 mil km rodados.

Com essas informações exclusivas, não restam dúvidas: a manutenção preventiva é mais que obrigatória para garantir que o seu carro fique sempre em dia. Coloque as nossas recomendações em ação e veja como valerá a pena.

Caso você tenha gostado das dicas e queira conferir outros conteúdos úteis para a sua rotina, aproveite para acompanhar as nossas páginas nas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Nos encontramos nelas!


Quer saber como se vestir melhor usando as próprias roupas?

Preparamos este e-book com várias dicas de combinação de roupas e calçados, para que usando as peças do seu guarda-roupas você possa ficar sempre com o visual nos trinks! Que tal conferir?

E-book como combinar sapatos e roupas

Equipe de Conteúdo Ferricelli

Somos uma equipe multidisciplinar da Ferricelli composta por designers, jornalistas, e outros profissionais focados em trazer conteúdo de qualidade para nossos leitores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.