fbpx

Moda sem gênero: você já conhece essa tendência?

A moda sem gênero está diretamente ligada à liberdade para vestir o que bem entender. Entre as tendências do mundo atual estão a inclusão, a equidade e o conforto — aspectos que têm tudo a ver com ela.

Estamos falando de uma moda sem estereótipos femininos ou masculinos. Que não restringe modelagens, caimentos, cores e outras características que antes eram exclusivas de cada gênero. Quer saber mais a respeito? Acompanhe a leitura!

O que é a moda sem gênero?

A moda sem gênero, também chamada de unissex ou genderless, traz de volta estilos e peças que fazem sentido para ambos os sexos.

Por exemplo, para conceber uma peça unissex, as marcas pensam primeiramente no conforto das pessoas. Portanto, não levam em consideração se vai vestir um corpo feminino ou masculino.

Assim, a moda genderless conquista cada vez mais adeptos. Principalmente entre os jovens, que pedem frequentemente por inclusão, como os millennials e a geração Z.

Baixe o e-book: Guia de Combinar roupas e Sapatos

História

Mas nem sempre houve diferença entre roupas femininas e masculinas. Isso começou a acontecer na Idade Média. Nesse período, as mulheres passaram a usar peças que marcavam suas curvas, como os espartilhos.

Um exemplo de como a moda sem gênero faz todo o sentido é a popularização do salto alto para homens pelo Rei Luís XIV, da França.

Nessa mesma época — séculos XVII e XVIII —, era comum que homens e mulheres usassem peças com as mesmas estampas, o que demonstra que as roupas não precisam ter gênero.

Além disso, no século XIX, todas as crianças usavam vestido até mais ou menos os cinco anos. Era assim porque facilitava os movimentos.

No entanto, o retorno à liberdade para vestir o que quiser já está em discussão há algum tempo no mundo contemporâneo.

Em 1920, por exemplo, Coco Chanel organizou um desfile com modelos vestindo peças de alfaiataria, como calça e blazer, antes exclusividade dos homens.

E isso, claro, fez toda a diferença na mentalidade das pessoas. Inclusive, a alfaiataria é uma das macrotendências atuais, o que mostra o quão em voga está a moda sem gênero.

Como aderir à moda sem gênero?

A moda sem gênero é, na verdade, um conceito abstrato, que não faz referência a um tipo de modelagem, caimento ou cor específico.

É justamente o contrário disso: são peças que, não importa como sejam, podem ser usadas por homens e mulheres.

Vestidos, camisas, calças, casacos, sapatos… Todos os elementos do vestuário tendem a fazer parte da moda sem gênero.

Mas, geralmente, elas têm corte reto e modelagem solta, além de grande influência do estilo streetwear.

Em seguida, vamos mostrar algumas opções bastante comuns, que você encontra facilmente nas lojas. Acompanhe.

Jeans

O jeans é atemporal. Por isso, se encaixa perfeitamente na moda sem gênero. Afinal, é possível encontrar peças com cortes bem parecidos, tanto na seção feminina quanto na masculina.

Não é à toa que roupas femininas começaram a ganhar a denominação boyfriend. O nome é dado quando uma peça é mais larga, dando a impressão de que foi pega emprestada do namorado. São calças, jaquetas, macacões, jardineiras e por aí vai.

Aliás, a combinação com uma t-shit e um tênis unissex é perfeita para um look inspirado na moda sem gênero.

Parka

A parka é mais uma peça que tem modelagem muito parecida tanto quando é confeccionada para homens quanto para mulheres. Esses são casacos soltos, com bolsos que remetem a outra tendência: o utilitarismo.

O interessante da parka é que ela combina com diferentes estilos e produções. Geralmente, a peça tem cores como verde-musgo ou tons terrorosos, mas também pode aparecer em azul-marinho e até estampada, principalmente camuflada.

Moletom

O moletom está em alta! As buscas na internet quase dobraram por esse tipo de roupa durante a pandemia de Covid-19.

Em um momento em que as pessoas precisaram passar mais tempo em casa, o conforto passou a ser prioridade. E peças desse tipo se encaixam perfeitamente nesse contexto.

Além disso, o moletom representa muito bem a moda genderless, já que sua modelagem praticamente não varia entre peças masculinas e femininas.

É verdade que andaram customizando, como a criação do moletom cropped para o público feminino. Mas quando falamos do modelo clássico, ele pode ser usado sem medo por qualquer pessoa!

Alfaiataria

Como vimos, a alfaiataria é um estilo de roupa que está em alta — principalmente aqueles modelos desconstruídos, que remetem à moda sem gênero.

Bermuda, calça, blazer e camisa social são alguns dos exemplos de peças que podem ser usadas tanto por homens quanto por mulheres, não importa a cor.

Se você gosta de ficar por dentro das tendências do mundo da moda, acompanhe as nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube.


Quer saber como se vestir melhor usando as próprias roupas?

Preparamos este e-book com várias dicas de combinação de roupas e calçados, para que usando as peças do seu guarda-roupas você possa ficar sempre com o visual nos trinks! Que tal conferir?

E-book como combinar sapatos e roupas

Equipe de Conteúdo Ferricelli

Somos uma equipe multidisciplinar da Ferricelli composta por designers, jornalistas, e outros profissionais focados em trazer conteúdo de qualidade para nossos leitores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.